Julho 22, 2024
Benefícios da salsinha

A salsinha, também chamada de salsa, é uma erva aromática amplamente utilizada na culinária.

Além de adicionar sabor aos pratos, ela é também considerada uma planta medicinal, trazendo vários benefícios à saúde.

Neste artigo falaremos dos principais benefícios da salsinha à saúde e também dicas de como consumi-la. Vamos conferir?

Compartilhe nas redes

Estudo elegeu a salsinha a planta condimentar mais saudável.

Um estudo recente elegeu a salsinha (ou salsa) como um dos alimentos mais saudáveis do mundo, por conta de sua alta densidade de nutrientes.

O estudo, que analisou a densidade de 17 nutrientes em 41 alimentos, a colocou em 8º lugar, sendo a planta condimentar melhor colocada da lista.

Não é por menos: baixa em calorias e com uma alta variedade de vitaminas e minerais, o seu consumo regular traz vários benefícios comprovados, como veremos logo mais.

Quais os principais nutrientes da salsinha?

A salsinha contém grande variedade de vitaminas, minerais e  fitonutrientes, em destaque para os seguintes:

Conheça 8 benefícios da salsinha à saúde.

1. Salsinha faz bem para os rins.

Graças à grande quantia de potássio, a salsinha é diurética, desinchando o nosso corpo por meio da eliminação do excesso de líquidos.

Isso é benéfico aos rins, pois contribui para a eliminação de toxinas e de agentes infecciosos.

Além disso, ela contém propriedades que ajudam a prevenir a formação e a dissolver cálculos renais.

2. Fortalece a imunidade.

A salsinha é rica em várias vitaminas antioxidantes como as A, C e K, que combatem radicais livres, ajudando a prevenir doenças.

Além disso, ela é rica em fibras, que ajudam na regulação da microbiota intestinal, também nos afastando de doenças e infecções.

3. Salsinha previne e trata a anemia.

A salsinha é ótima fonte de ferro e ácido fólico e riquíssima em vitamina C, então contribui para a prevenção e tratamento da anemia.

A falta de ferro é uma das principais causas da anemia, pois ele é essencial à formação das hemácias, que atuam transportando o oxigênio pelo corpo.

O ácido fólico atua em conjunto com o ferro contribuindo para a maturação das hemácias.

Já a vitamina C, é importantíssima para a absorção do ferro, em especial em fontes vegetais, como é o caso da salsinha.

4. Promove a saúde visual.

Incluir a salsinha na dieta também pode contribuir para a saúde visual.

Ela contém luteína e zeaxantina, 2 antioxidantes que além de protegerem os olhos contra danos causados pelos raios UV, ajudam a prevenir doenças oculares relacionadas à idade.

5. Salsinha controla e previne o diabetes.

Estudos sugerem que a salsinha ajuda na regulação dos níveis de açúcar no sangue, o que é favorável à prevenção e controle do diabetes.

Isso é devido, entre outros motivos, à presença de flavonoides, como é o caso da miricetina, e de fibras, que retardam o esvaziamento gástrico, evitando picos de glicose no sangue.

6. Promove a saúde da pele.

A salsinha conta com a presença de vitaminas antioxidantes como as A e C que retardam o envelhecimento da pele por meio do combate aos radicais livres.

Além disso, ela contém luteína, que ajuda a proteger nossa pele contra os danos causados pelos raios UV.

7. Controla a pressão arterial

A ação diurética do potássio contribiui não só para a eliminação de líquidos como também para o excesso de sódio, que é a uma das principais causas da pressão alta.

8. Salsinha melhora a saúde óssea.

A salsinha é rica em vitamina K, que é essencial para a promoção da saúde óssea.

Isso porque ela estimula a ação dos osteoblastos, células responsáveis por formar a matriz óssea.

Além disso, ela melhora a fixação do cálcio nos ossos e dentes, ajudando na prevenção da osteoporose. 

Salsinha: como consumir?

Como consumir a salsinha

A salsinha é um vegetal bem versátil, podendo ser consumida fresca ou desidratada, tanto em pratos quentes como caldos, sopas e assados, quanto em frios como saladas e molhos.

Além disso, tanto a salsinha fresca como a desidratada trazem benefícios à saúde. Porém, a desidratada tem a vantagem da durabilidade, demorando mais para estragar.

Além do uso culinário, a salsinha é comumente utilizada em chás e sucos funcionais, considerando os inúmeros benefícios que já vimos.

🍵 Chá de salsinha com hibisco 🍵

Chá de hibisco, salsa e limão

Rico em fibras e em vários nutrientes, o hibisco, assim como a salsinha, é um excelente diurético e também traz diversos outros benefícios como:

Ingredientes.

  • 3 colheres de sopa de salsinha fresca com talo.
  • 1 colher de sopa de sumo de limão.
  • 1 colher de sopa de flores secas de hibisco.
  • 250 mL de água fervente.

Modo de preparo.

  1. Lave bem e pique a salsinha.
  2. Adicione a salsinha e as flores de hibisco na água fervente.
  3. Deixe descansando (tampado) por 5 a 10 minutos.
  4. Coe, deixe amornar e adicione 1 colher de sopa de sumo de limão.
  5. Beba de 2 a 3 vezes ao dia.
  6. OBS: Não ultrapasse a quantidade recomendada para evitar possíveis efeitos colaterais, como perda de nutrientes e desidratação.

Salsinha: quantidade diária recomendada.

Não há uma quantia diária específica recomendada para o consumo de salsinha, mas ela é considerada segura e benéfica quando usada como tempero ou adicionada a pratos.

Devido ao efeito diurético, é preferível evitar o consumo excessivo, de modo a evitar a desidratação e a perda de nutrientes.

Considerações finais.

Como vimos ao longo do artigo, a salsinha é mais do que uma planta condimentar, é uma planta medicinal com notáveis notáveis benefícios à saúde.

As dicas deste artigo não substituem o devido acompanhamento médico ou nutricionista.

Compartilhe nas redes

Picture of Raphael Tavares
Raphael Tavares

36 anos, formado em Mecatrônica Industrial e há 11 anos trabalhando no Administrativo do IAMSPE (Assistência Médica do Servidor Público do Estado de São Paulo). Seu hoobie é ler conteúdos relacionados à saúde e bem estar. Agora, criando seus próprios artigos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *